Vídeo com xingamentos e ofensas ao caos em Manaus é atribuído a enfermeiro que criticou enfrentamento à covid-19 em Bacabeira

Em gravação, profissional de saúde mostra cenário sanitário vivido pela capital do Amazonas e diz que é ‘nessa desgraça que eu trabalho’.

Enfermeiro maranhense vive o caos de uma das capitais brasileiras que testemunha a ‘hora da morte’ por covid-19

Enfermeiro maranhense vive o caos de uma das capitais brasileiras que testemunha a ‘hora da morte’ por covid-19

Um homem que supostamente trabalha na rede estadual de saúde de Manaus, se revoltou com o caos sanitário vivido pela capital do Amazonas provocado pelo novo coronavírus. A cidade que testemunha a ‘hora da morte’ por covid-19 sofre com a falta pessoal médico, onde alguns hospitais já começa a armazenar corpos em caminhões frigoríficos e os cemitérios começam a abrir valas comuns para atender a uma demanda crescente.

O vídeo que está sendo atribuído ao enfermeiro Leandro Silva Pimentel, que trabalha na Maternidade Chapot Prevost, na zona leste de Manaus (AM), vem sendo difundido por aplicativos instantâneos de mensagem. Ele é o mesmo que na semana passada usou as redes sociais para criticar o enfrentamento à doença em Bacabeira.

Profissional de saúde chegou a usar as redes sociais para criticar enfrentamento à covid-19 em Bacabeira, sua cidade Natal

Profissional de saúde chegou a usar as redes sociais para criticar enfrentamento à covid-19 em Bacabeira, sua cidade Natal

A gravação que repercutiu em grupos de WhatsApp poderia até passar despercebido se não fosse por um detalhe: enquanto faz a filmagem o cinegrafista tece uma série de xingamentos e ofensas ao hospital em que aparece nas imagens e desabafa: “É nessa desgraça que eu trabalho”, disse o personagem dessa polêmica no material obtido em primeira mão pelo site Maranhão de Verdade.

Conforme apurou a reportagem, Leandro Pimental é natural de Bacabeira, município localizado na Região Metropolitana de São Luís. Em 2016, durante a gestão do ex-prefeito Alan Linhares, ele chegou a assumir a direção da Unidade Básica de Saúde em Peri de Baixo, Bacabeira.

No mesmo ano, foi Coordenador Obstétrico do Hospital Municipal Santo Antônio de Presidente Juscelino, cidade localizada também na mesma região. Em seguida passou a ser professor da Faculdade Pitágoras, na capital maranhense. Atualmente é Docente da Faculdade Estácio do Amazonas e Gerente de Serviços de Enfermagem do Hospital e Maternidade Chapot Prévost, em Manaus/AM.

No material que vazou na internet, o cinegrafista que seria o próprio Leandro, demostra preocupação com a situação em que vive a capital amazonense e completa seus xingamentos e ofensas dizendo que não desejaria que São Luís vivesse essa situação.

Leandro está concluindo seu curso de Doutorado pelo Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa, em Portugal. Ele possui Mestrado em Infectologia e Doenças Tropicais pela UFTM-MG e tem Pós-Graduação em Obstetrícia e Neonatologia pelo CEUMA-MA. Além disso, tem Pós-Graduação em Gestão e Saúde Pública pela FAE – Faculdade das Águas Emendadas-DF.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta