Sem poder emitir certidão no Maranhão, Neuton da Hora registrou candidatura com documento do DF

TRF1 diz que “sistema não pode emitir a certidão”, pois foi detectada como positiva.

 

O empresário Neuton da Hora (acima) planeja disputar o comando do município de Bacuri nas eleições municipais deste ano, mesmo com os muitos processos correndo na Justiça do Maranhão. Ele que é proprietário da Construtora Decola Brasil Ltda, também responde inquéritos e ações penais na Justiça Federal por crimes contra o meio ambiente.

Condenado à pena de 01 ano de detenção, com base nas sanções do art. 2º da Lei n. 8.176/91, pelo crime contra o patrimônio, Neuton tenta disputar o pleito à prefeitura bacuriense, mesmo na condição de réu. A condenação torna o candidato inelegível, com base na Lei da Ficha Limpa, já a suspensão dos seus direitos políticos o impede de disputar cargos eletivos. Uma mensagem do site do próprio Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1) mostra que o “sistema não pode emitir certidão com base no CPF de e Neuton”, porque foi detectada como positiva.

Mesmo na condição de réu e sem poder emitir o documento no Maranhão, ele só conseguiu registrar sua candidatura em 2016, porque apresentou um documento emitido pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal, comprovando o uso da má-fé para garantir registro. A reportagem do site Maranhão de Verdade vai realizar uma consulta junto ao site do órgão para saber se o documento, expedido nos termos do no artigo 8º § 2º da Resolução 121/ CNJ, consta em seu banco de dados.

Certidão de distribuição

Certidão de distribuição

O documento com validade de 30 dias foi emitido gratuitamente pela internet no dia 12 de agosto de 2016, com data da última atualização em 11 daquele mês. O selo de segurança é 2016.CTD.P7J7.U4PU.LMN1.YHMW.Y7n1.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta