Maranhão recebe 118 novos profissionais do Programa Mais Médicos

Foto 1 - Governador recepciona profissionais do Mais Medicos

Governador Flávio Dino durante recepção aos 118 médicos que atuarão em 41 municípios maranhenses

Mais um reforço à promoção da Saúde Pública do Maranhão iniciou-se nesta terça-feira (03). O governador do Maranhão, Flávio Dino, e o ministro da Saúde, Arthur Chioro, recepcionaram os 118 médicos que atuarão em 39 municípios do Estado a partir do programa “Mais Médicos”, do Governo Federal. Mais seis vagas serão preenchidas numa segunda chamada. 

A maioria dos médicos que atuará no Maranhão tem formação no próprio Estado e, segundo dados do Ministério da Saúde, 95% das vagas preenchidas nas cidades maranhenses são ocupadas por brasileiros. Na solenidade de acolhimento, o ministro Arthur Chioro destacou ainda a abertura de cursos de Medicina que acontecem em todo o Brasil e anunciou a abertura de mais vagas para o Nordeste a partir de ação conjugada com o Ministério da Educação. “A atenção básica é dever do município, mas o Governo Federal entende a necessidade e trabalha para promover cooperação técnica e parcerias com os estados e cidades,” afirmou Arthur Chioro. 

O governador Flávio Dino recepcionou os novos médicos que atuarão nas cidades do interior do Maranhão e destacou o papel importante da atenção básica na construção de uma política pública de saúde exitosa. Segundo o governador, a atenção básica, unida à melhoria das condições sanitárias dos maranhenses e a regulação única para a saúde são as diretrizes fundamentais à lógica administrativa da pasta da Saúde no Estado. 

Flávio Dino agradeceu ainda a presença do ministro no Maranhão e aos médicos que trabalharão para promover saúde pública com qualidade no Estado. “Este é um momento importante que marca o êxito de uma política acertada, pois tem a aprovação da sua excelência, o povo”, disse. O governador aproveitou para elogiar também o avanço no diálogo com a classe médica brasileira por parte do Governo Federal.

O Maranhão, segundo dados do Conselho Federal de Medicina, é o Estado com o menor número de médicos por habitante do país. A chegada dos novos profissionais e o início das atividades já esta semana ajudarão a diminuir esse déficit. Segundo o Ministério da Saúde, outros 630 participantes do programa já estavam atuando no Maranhão. 

A recepção aos profissionais da saúde que iniciarão os trabalhos no Maranhão já esta semana aconteceu na tarde desta terça (03) no auditório da Universidade Federal do Maranhão. Com a presença dos prefeitos das cidades beneficiadas, o Governo do Estado participou da solenidade de acolhimento aos novos integrantes da rede pública de Saúde dos municípios. Das 124 vagas disponíveis para o Maranhão na segunda fase do programa, 118 foram preenchidas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta