“Estou preparado para assumir uma vaga no câmara municipal ludovicense”, afirmou Aldir Júnior

O jovem estudante de engenharia civil tem como plano a atuação política e conta com fortes influências como o pai (Aldir, prefeito de Junco do Maranhão) e do tio, o deputado Josimar de Maranhãozinho para realizar esse sonho.

Aldir Júnior

Aldir Júnior

Sabemos que a política brasileira não vive um de seus melhores momentos. Com uma série de escândalos seguidos nas ultimas décadas e com as crises econômicas, as pessoas, principalmente os jovens, não têm se mostrado muito satisfeitos com o que vêm no noticiário. 

Mas os caminhos da política envolvem outras questões. Ainda existe gente preocupada em fazer o bem. Essas pessoas podem ser encontradas onde menos esperamos. É o caso do jovem estudante de engenharia civil, Aldir Júnior que, apesar de ser filho e sobrinho de políticos de alta expressão no estado (Aldir, prefeito de Junco do Maranhão e do deputado Josimar de Maranhãozinho), poderia trilhar outros caminhos.

Para o jovem estudante e futuro candidato a representante político, as pessoas precisam acreditar mais na juventude, nas idéias novas, nos novos nomes que estão surgindo. “Eu acredito que se a gente não acreditar na juventude, não lutar por uma reforma política, essa situação de crise das instituições representativas só tendem a piorar”, avaliou.

As feições ainda juvenis de Aldir Júnior enganam aqueles que acham que a juventude não pressupõe sabedoria. Com um fino trato de pensamento político cidadão, ele diz que é preciso lutar por um Brasil melhor e que, para isso, a população precisa se unir.

“O comodismo precisa acabar, a população precisa despertar. Eu falo isso como cidadão. Já vimos manifestações em 2013 que ajudaram o brasileiro a se ver como povo que sabe que tem o poder. Hoje nós temos a nosso favor as tecnologias, temos a internet, temos aplicativos de mensagens instantâneas que podem unir milhares de pessoas em prol de uma causa. Mas precisamos de mais porque essa crise do modelo política atual pode trazer consequências nocivas a médio prazo”, analisou.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta