Empresários são presos em Teresina por envolvimento em roubo de carga no Maranhão

Quatro empresários, entre donos de supermercados, distribuidoras e comércios nas zonas Norte e Leste de Teresina, foram presos suspeitos de envolvimento no roubo de carga roubada nas cidades de Grajaú e Jenipapo dos Vieiras, no estado do Maranhão. Um deles está isolado com suspeita da Covid-19.

As prisões ocorreram nesta quarta-feira (24), durante cumprimento a cinco mandados judiciais, nos bairros Santa Sofia, Mocambinho e na região da Santa Maria da Codipi, ambos na zona Norte. A investigação continua para identificar os demais membros da organização criminosa, como os pessoas que atuam diretamente no roubo.

A prisão foi efetuada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) com apoio da Superintendência Estadual de Investigações do Maranhão (SEIC). Segundo o coordenador do Greco, delegado Tales Gomes, os suspeitos devem responder por receptação qualificada.

Entre as mercadorias roubadas, que totalizam R$ 280 mil, estão arroz e óleo que seriam vendidas em comércios em Teresina.

“Apreendemos centenas de fardos de arroz e feijão e várias caixas e óleo. As cargas de arroz e feijão estão avaliadas em R$ 130 mil e a de óleo em R$ 150 mil”, explica Tales Gomes.

Gomes ressalta que “essa investigação partiu da Polícia Civil do Maranhão, que identificou em Teresina, principalmente na zona Norte, alguns estabelecimentos que estavam armazenando e expondo à venda mercadoria que teria sido roubada. O trabalho de recrutamento foi feito e o Greco auxiliou, nós fizemos os pedidos de buscas ontem e a Central de Inquérito prontamente atende. Nas primeiras horas de hoje executamos essas buscas”.

O coordenador da Greco acrescenta que os “empresários estão sendo autuados por receptação qualificada uma vez que se trata da venda de produtos de origem criminosa no âmbito de atividade comercial. Eles serão encaminhados para a audiência de custódia”

De acordo com o delegado Pacheco, da Polícia Civil do Maranhão, a quadrilha já é conhecida por roubo de cargas no interior do estado, principalmente na região de Grajaú e Presidente Dutra.

“Há meses a SEIC (Superintendência de Investigações Criminais) por meio do Departamento de Combate ao Roubo de Cargas investiga essa organização criminosa. Através de troca de informações, com a PRF também, a gente conseguiu identificar alguns receptadores, que estariam comprando as mercadorias roubadas por essa organização criminosa. Temos outras cargas que essa organização é suspeita (de roubar), a gente está investigando”.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta