Aliado de pré-candidata a prefeita em Alto Alegre do Pindaré sendo investigado pela Polícia Federal

Mais um fato promete mexer ainda mais com a pré-campanha de Vilene Siqueira, postulante ao cargo de prefeita em Alto Alegre do Pindaré. Se não bastasse a pré-candidata ter passado a defender o grupo que destruiu a cidade, fraudar enquetes de internet e trabalhar contra os avanços do município, Vilene tem feito alianças com pessoas com processos na Justiça por mau feito na gestão pública. Agora, mais um caso veio à tona após a live realizada ao lado do servidor público, Zózimo Augusto Neres de Carvalho, no sábado (25).

Zózimo está sendo investigado pela Polícia Federal por ter recebido várias transferências bancárias do Fundo de Educação Básica (FEB), para sua conta pessoal nos exercícios de 2012, 2013, 2014, 2015 e 2016, o que é proibido, já que o mesmo é servidor público e como servidor não poderia prestar serviço para a Prefeitura Municipal.

O que complica ainda mais a situação do novo aliado de Vilene, é que, a possível prestação de serviço no valor de R$ 60.400,00 não teve comprovação. Resumindo, Zózimo recebeu mais de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) forma irregular e não prestou o serviço, já que não apresentou nenhuma comprovação.

Nos documentos da investigação que Zózimo é citado aponta que “as provas documentais colhidas demonstram, a presença de uma organização criminosa extremamente entrosada, com uma verdadeira repartição de funções, dotada de hierarquia e graus de subordinação que era estritamente respeitado, instalados nas entranhas do Executivo do município de Alto Alegre do Pindaré, coordenada pelo ex-prefeito Atemir Botelho”.

O inquérito penal que Zózimo está sofrendo já está nas mãos da superintendência da Polícia Federal em São Luís e pode ter desdobramentos nas próximas semanas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta