Representantes do COSEMS/MA participam do V Fórum da Atenção Básica em Brasília

Vários representantes da Saúde no Maranhão, entre eles, a presidente do Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde – COSEMS/MA – Iolete Soares Arruda – estiveram participando no Grand Bittar Hotel – na Asa Sul, Brasília, da quinta edição do Fórum Nacional de Gestão da Atenção Básica.

O encontro, que teve como tema Atenção Básica mais acessível, cuidadora e resolutiva, foi organizadopelo Departamento de Atenção Básica (DAB/SAS/MS), e serviu para reunir convidados da gestão da Atenção Básica dos estados e capitais, departamentos do Ministério da Saúde, Conass, Conasems e universidades parceiras.

Durante o fórum, os participantes receberam várias orientações para dinamizar as ações voltadas para a atenção básica, entre as quais, como adquirir equipamentos e a estratégia Requalifica UBS. A abertura do evento foi feita pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro, que apresentou palestra que teve como tema “O SUS, as redes e a Atenção Básica hoje”.

A programação se estendeu até o dia 27, com mesas redondas e grupos de trabalho que abordaram movimentos possíveis a partir dos resultados do PMAQ, passos e estratégias para a implantação do e-SUS AB.

Durante o encontro, o secretário de Saúde de Caxias – Domingos Vinicius de Araújo Santos explanou sobre a experiência positiva da implantação do e-Sus naquela cidade. Atualmente, a cidade de Caxias dispõe de 32 unidades de saúde na sede e interior funcionando com 54 equipes do PSF e 45 equipes de saúde bucal.

Hildo Rocha anuncia emendas para Vargem Grande

O deputado federal Hildo Rocha (PMDB) aproveitou a festa de 77 anos de emancipação de Vargem Grande, domingo (29), para anunciar que destinará recursos de emendas parlamentares para pavimentação de ruas, já em 2015, e para a construção do estádio de futebol, em 2016.

Hildo, com Fábio Braga e o prefeito, no tradicional corte do bolo

Hildo Rocha, com Fábio Braga e o prefeito, no tradicional corte do bolo

O deputado ressaltou que irá se empenhar para que o Governo Federal libere os recursos para a conclusão dos postos de saúde que estão com as obras paralisadas em consequência de pendências técnicas e burocráticas.

O prefeito Edvaldo Nascimento lembrou que logo no início do mandato de Hildo Rocha, participou, em Brasília, da reunião da Bancada maranhense com os prefeitos do PMDB e presenciou a postura do deputado em defesa dos municípios.

Eu vi o Hildo Rocha levantar a bandeira do municipalismo. Isso é bom. Esse movimento está crescendo e vai se fazer justiça nesse país, declarou.

O prefeito argumentou que as coisas acontecem é nos municípios e por esse motivo a maior parte dos recursos deveria ficar com as prefeituras.

As pessoas precisam de médico, de ambulâncias, de medicamentos, de boas escolas, de pavimentação, de ruas melhoradas é nos municípios. Quem paga os impostos é o povo que vive nos municípios,  alegou Nascimento.

O deputado estadual Fábio Braga (PTdoB) também participou da comemoração, que reuniu anda lideranças políticas, secretários e vereadores de Vargem Grande.

 

Marco Aurélio participa de intensa agenda na Região Tocantina

Uma das principais bandeiras do mandato do deputado estadual, Professor Marco Aurélio (PCdoB), tem sido a luta por uma educação de qualidade para os maranhenses. A pauta tem sido levantada constantemente por meio da presença constante do parlamentar nas escolas da rede estadual. Como parte das atividades parlamentares, no último fim de semana, o deputado participou de uma extensa agenda nos municípios da Região Tocantina.

Em Imperatriz, o parlamentar reforçou seu compromisso com a educação da região Tocantina durante o Encontro dos Gestores e Professores da rede estadual sobre educação inclusiva, evento realizado na sede da Unidade Regional de Educação – URE. Marco Aurélio tem visitado várias escolas da região com a finalidade de buscar soluções para problemas pontuais e que possam contribuir com uma educação forte para os jovens maranhenses.

Ainda na sexta-feira, Marco Aurélio, participou, junto com a bancada federal e prefeitos da região Tocantina, da primeira edição do “Municípios em Foco”, uma realização da FAMEM, que visa encontrar soluções para problemáticas que afligem os municípios, além de estabelecer uma agenda permanente de diálogo entre todos os agentes da classe política maranhense e de acompanhamento das proposições de interesse dos municípios que estão tramitando no Congresso Nacional. Durante o evento, o deputado destacou a importância da integração entre as esferas estaduais, municipais e federal para a resolução dos problemas municipais.

O ensino superior também tem pautado as discussões do professor Marco Aurélio. Em fase de viabilização de R$ 1 milhão junto ao governo do estado, o parlamentar reuniu com a direção, professores e alunos da UEMA de Imperatriz a fim de que se melhore a produção acadêmico-científica na região.

Outro evento marcante ocorrido no fim de semana, foi a filiação da presidente da Associação de moradores do Parque Alvorada II, Dôra ao Partido Comunista do Brasil – PCdoB. O deputado destacou a chegada de Dôra ao partido. “A companheira Dôra é uma guerreira que vem fortalecer o nosso partido e chega forte, com a experiência de um trabalho comunitário consistente em Imperatriz.” Afirmou Marco Aurélio.

Além das atividades em Imperatriz, o parlamentar participou de reuniões com lideranças comunitárias nas cidades e Davinópolis e João Lisboa.

Rafael Leitoa defende reparos e manutenção imediata na Ponte da Amizade

O bem-estar do cidadão timonense e de todos aqueles que circulam diariamente pela Ponte da Amizade, que liga o Maranhão ao Piauí, voltou a ser defendido pelo deputado estadual Rafael Leitoa, na tarde desta segunda-feira (30), na tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Deputado Rafael Leitoa

Deputado Rafael Leitoa

Em seu pronunciamento, Rafael informou aos deputados que participou, na última sexta-feira (27), em Timon, de uma reunião a convite do promotor Antônio Borges, para discutirem a situação estrutural da Ponte de Amizade.

Segundo Rafael Leitoa, previamente e de conhecimento da gravidade do caso, encaminhou um Requerimento solicitando a participação do Secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, na reunião, que foi representado pelo assessor técnico, José João, que juntamente com a equipe, visitou a ponte e analisou de perto as estruturas em estado de deterioração, para que seja feito um laudo e reforce a gravidade da situação.

Inaugurada em 2002 e sem manutenção há mais de doze anos, a Ponte da Amizade vem apresentando vários problemas em sua estrutura, causando riscos à vida de quem a utiliza para chegar às cidades de Timon e Teresina. Rafael reforçou que a situação da ponte é crítica e lamentável, sendo mais um exemplo de como a cidade de Timon sempre foi abandonada pelo governo de Roseana Sarney e seus representantes na cidade.

“A nossa articulação interna, dentro do governo do Estado, permitiu que o Ministério Público, CREA, possam agir em conjunto, para caminharmos imediatamente rumo à solução do problema e não prejudicar ainda mais a população timonense”, reforçou Rafael Leitoa.

 

Miséria no Maranhão…

Wellington, esteve cara a cara com a dura realidade

Como bem se sabe, o problema da miséria no Maranhão é uma penosa realidade que assola milhões de pessoas pelos quatro cantos do Estado, tornando esse quadro um gigantesco desafio para a gestão pública. Há tempos que se ouve promessas por parte de vários governantes, que em suas gestões a pobreza será extirpada, a desigualdade desaparecerá e todos terão direito à saúde, à educação, ao trabalho e à segurança. Porém, os índices, as pesquisas, as reportagens mostram uma dura realidade bem diferente desse fantástico mundo pregado nas promessas de inconsequentes demagogos.

Erradicar a miséria é uma promessa muito difícil de se realizar sem um planejamento inteligente, forte e que  esteja dentro do universo real de execução por parte dos governantes. Como o  próprio significado da palavra diz: Erradicar – Retirar pela raiz; Causar o desaparecimento de; Extinguir, subtrair a miséria do quadro social do Maranhão não será uma tarefa fácil, mas com programas de políticas adequadas, é possível o desenvolvimento de um trabalho digno e grandioso que além de trazer inúmeros benefícios para várias famílias em situação de miséria extrema, ainda sirva de modelo para outros Estados da nação.

Em visita a uma família do bairro Jota Lima em São José de Ribamar, o Deputado Wellington do Curso, esteve cara a cara com a dura realidade vivida por várias famílias da localidade e relatou sua profunda tristeza e indignação: “fiquei completamente entristecido com as condições precárias e desumanas nas quais vivem aquela população. Grande parte das casas não têm banheiro, as cozinhas em péssimas condições e sem fogão. Os alimentos são feitos num fogareiro a carvão. Especificamente em  uma casa que entrei, o almoço a ser dividido entre três adultos, oito crianças e um autista de 18 anos, era uma sopa de macarrão sem temperos, com oito pés de galinha e dois pescoços, o que me revoltou profundamente.”

Uma das melhores formas de observar e sentir os danos incalculáveis causados pela miséria na vida de um ser humano, é ter contato direto com essa realidade, nesse aspecto, o Deputado Wellington vem se mostrando focado e comprometido na luta pela erradicação da miséria no Maranhão, disposto a enfrentar os desafios que precisarão ser superados, ele garante “A pobreza não pode ser uma herança, muito menos uma condição de vida, como vemos hoje. Isso mancha os princípios de humanidade. A superação real da miséria se dará quando ,de fato, as famílias tiverem pleno direito à educação, ao trabalho de forma digna e autonomia em relação às suas escolhas de vida. Não podemos mudar o mundo e acabar com a miséria subitamente, mas muito me doeu ver essa triste realidade, pois já passei fome e sei o quanto dói. Alguma política pública articularei, e conto com a contribuição de todos vocês da sociedade civil, pois o NOSSO mandato é em defesa de todos, e em favor das minorias. Todos nós somos responsáveis.”

Secretário se reúne com concursados da PM a pedido de Cabo Campos

Atendendo ao pedido do deputado Cabo Campos (PP), na manhã desta segunda-feira (30), o secretário de Gestão e Previdência, Felipe Camarão, esteve reunido com os excedentes da polícia militar. A reunião teve como objetivo ressaltar a chamada dos excedentes do último concurso, realizado em 2012. 

Campos reforçou a importância da chamada dos excedentes do concurso  de 2012. “A população maranhense é a maior interessada na convocação dos excedentes. Há uma carência muito grande de pessoal no quadro da polícia no nosso estado. Acredito no governador e em seu secretariado, tanto que Felipe Camarão de boa vontade nos atendeu para ouvir nosso apelo”, disse.

De acordo com o secretário Felipe Camarão, o governo tem se empenhado na chamada dos excedentes. “Na última convocação que fizemos, chamamos mil excedentes, em virtude dos candidatos faltarem ou reprovarem no TAF, a nossa expectativa é chamarmos mais de mil candidatos, podendo chegar ao número de dois mil candidatos ou mais”, afirmou.

Durante a reunião, foi entregue pela comissão dos excedentes, uma pauta de reivindicações, onde consta, a convocação de mais dois mil aprovados, acesso à classificação dos candidatos, abertura de três mil vagas para todo o estado e cumprimento dos 10% do total de vagas destinadas para as mulheres.

Auria Amorim, uma das integrantes da comissão, agradeceu ao deputado, afirmando que desde o início Cabo Campos tem sido vital para o estabelecimento da chamada dos excedentes junto ao governo. “O deputado Cabo Campos tem sido peça fundamental, para concretização da nossa chamada dessa nova etapa do concurso, sempre solícito aos nossos pedidos, tem nos ajudado muito” afirma.

Ao final da reunião foi entregue um certificado de reconhecimento, como forma de agradecimento pelas ações do governo junto as excedentes.

Wellington ajuíza Ação Popular contra o aumento de tarifa nos coletivos

O vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e das Minorias da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Wellington do Curso (PPS),  deu entrada na manhã desta segunda-feira (30), no Fórum Desembargador Sarney Costa, em uma Ação Popular.

O objetivo, de acordo com o parlamentar, é anular o ato ilegal que autorizou o aumento das passagens de transporte coletivo, anunciado na última sexta-feira (27) pelo secretário Municipal de Trânsito e Transporte de São Luís, Canindé Barros e avalizado pelo prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC).

Em respeito aos maranhenses, o parlamentar levantou vários questionamentos a serem esclarecidos e criticou a precariedade do transporte público.

deputado Wellington do Curso (PPS),  deu entrada na manhã desta segunda-feira (30), no Fórum Desembargador Sarney Costa, em uma Ação Popular

 Wellington (PPS), deu entrada na manhã desta segunda-feira (30), no Fórum Desembargador Sarney Costa, em uma Ação Popular

“É evidente, sob qualquer prisma, a debilidade do serviço de transporte na nossa cidade. Como se todas as mazelas já não fossem suficientes, São Luís é hoje a detentora da 5ª tarifa mais cara a nível nacional. E o mais grave é ter o Município de São Luís aumentado o valor da tarifa de transporte ao arrepio da Lei Municipal 363/2014, que exige Audiência Pública para tal ato, além da comprovação por parte do município e dos empresários de elementos quantitativos e qualitativos para a autorização do aumento. Por isso o ato é ilega. Além disso, estamos estudando, diante da evidente ilegalidade, que ofendeu princípios básicos da administração pública, como a moralidade pública e a legalidade, a possibilidade da existência de improbidade administrativa”, disse.

Ex-secretário de Meio Ambiente montou esquema para beneficiar parentes no governo

Antônio Martins – Então candidato derrotado à Câmara de Vereadores de São José de Ribamar, o hoje deputado Othelino Neto (PCdoB), na ocasião integrante do PV, chegava em 2002 ao comando da Secretaria da Meio Ambiente (Sema) pelas mãos do deputado federal Sarney Filho (PV). Ex-repórter de O Estado do Maranhão, o jovem secretário passaria rapidamente a adotar o discurso do governador José Reinaldo Tavares (PSB) contra a família do deputado, a quem passou a tratar de “oligarquia”.

Deputado Othelino Neto (PCdoB)

Junto com o pai, o jornalista Othelino Filho, começou a assinar uma coluna semanal no Jornal Pequeno com ataques à família Sarney. Chegou a lançar um livro no mesmo sentido. Até aí via-se a teoria do secretário. Anos depois, com a volta de Roseana Sarney ao governo, começou a aparecer sua prática. No comando da pasta, Othelino Neto (foto) criou sua própria “oligarquia”, prática que o pai já tinha adotado nos dez anos em que foi secretário de comunicação da Assembleia Legislativa na gestão do deputado Manoel Ribeiro (PTB).

VEJA TAMBÉM:
Presidente interino da Assembleia também foi indiciado por homicídio
Indiciado por formação de quadrilha vai assumir presidência da Assembleia

Na época, a Sema chegou a ser um dos maiores focos de corrupção do governo. Tanto que sucessora de Othelino na pasta, ex-secretária Telma Thomé e servidores menos graduados chegaram a conseguir habeas-corpus com receio de serem presos. Um inquérito está em andamento para apurar as irregularidades. Contra Othelino Neto, até agora, só um indiciamento por homicídio. A Polícia Federal chegou a realizar, inclusive, investigação denominada “Operação Gasparzinho”, mas não conseguiu exorcizar o fantasma.

Em 2006, ao deixar o cago para concorrer a uma vaga de deputado, o secretário colocou no seu lugar o próprio pai. Saía o Neto e entrava o Filho. Derrotado nas urnas, voltou ao posto para deixá-lo no início do ano ao ver Jackson Lago indo para a forca. Em março de 2009, auditores do estado encontraram documentos que comprovariam uma estratégia familiar para fugir da proibição ao nepotismo. Othelino empregou, via Fapema, a mãe, uma irmã, e o cunhado na Sema. Sem o nome na folha do estado, não dava para acusá-lo de nada.

Os documentos (veja reprodução abaixo) mostram que Claudia Zeneida Gomes, a irmã, recebia R$ 4 mil mensais, o mesmo que o marido Washington Kleber Rodirgues Lima, ambos professores do Uniceuma. O valor refere-se ao que a Fapema paga para professores fazerem cursos de doutorado. Claudia nunca foi vista na Sema, apesar dos R$ 4 mil serem depositados religiosamente em sua conta. Dona Yolete Maria Gomes Alves ganhava R$ 2,2 mil para ser a chefe de gabinete do filho. A mãe e o cunhado trabalham também na Prefeitura de São Luís.

doc-othelino

Preocupado com as muitas suspeitas que surgem a todo momento, Othelino Neto chegou a contratar um escritório de advocacia para defendê-lo. Na época, o escolhido foi o de Fabiano de Cristo Cabral Rodrigues, primo da ex-procuradora-geal de Justiça, Fátima Travassos. Em janeiro de 2009, a ex-procuradora livrou o então secretário Lourenço Vieira da Silva (Educação) de uma investigação comandada pelo promotor Marcos Valetin Paixão (Probidade Administrativa). Ele encontrou elementos para denunciar o ex-secretário por desvio de R$ 12,1 milhões devido a compra, sem licitação, de livros didáticos.
Agora, o Ministério Público também investiga Othelino Neto. Espera-se, apesar do advogado ser o mesmo, desfecho diferente do ocorrido com Lourenço.

VOLTANDO A OPERAR NA SEMA
Ainda essa semana o blog vai trazer um post com informações de indiciados por formação de quadrilha que voltaram a operar na Sema. Um dos nomeados, inclusive, é o cunhado do deputado Othelino Neto. O ato joga por terra mais uma vez o discurso moralista pregado pelo governador Flávio Dino.

Zé Inácio entrará com representação junto aos órgãos de Defesa do Consumidor contra reajuste do transporte coletivo

O deputado Zé Inácio (PT) entrará nesta segunda-feira (30) com representação junto ao Procon e Ministério Público objetivando que tais órgãos, que atuam em defesa do consumidor ajuízem ação contra a  Prefeitura Municipal de São Luís e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís – SET, que reajustou a tarifa do transporte público em 16% a partir da 0h deste domingo (29).

O presidente da Comissão dos Direitos Humanos e das Minorias, Ze Inácio entra com representação junto ao Ministério Público e Procon

O presidente da Comissão dos Direitos Humanos e das Minorias, Ze Inácio entra com representação junto ao Ministério Público e Procon

O Parlamentar que é presidente da Comissão de Direitos Humanos e das Minorias, diz que a representação visa coibir a medida tomada pela Prefeitura Municipal de São Luís em reajustar de forma abusiva a tarifa do transporte coletivo. “Ainda nesta segunda-feira (30), eu como presidente da Comissão Direitos Humanos e das Minorias entrarei com essa representação com o intuito de coibir esse reajuste no valor do transporte público de São Luís, que é um dos mais caros do país e de péssima qualidade”.  

O valor  cobrado na maioria dos coletivos subiu de R$ 2,40 para R$ 2,80, enquanto as mais baratas passarão de R$ 1,90 para R$ 2,20 e R$ 1,60 para R$ 1,90.

Ainda de acordo com o deputado Zé Inácio (PT) o reajuste  é o segundo em menos de 1 ano (O último aumento no preço das tarifas de ônibus havia sido anunciado em junho de 2014, após 16 dias de greve dos rodoviários).  Sendo que a Prefeitura ainda alega que o reajuste é devido à alta do combustível.

 

Estado agiliza liberação de mais de R$ 1 mi em crédito para pequenos agricultores

Cerca de mil famílias que estavam com seus projetos de agricultura parados por falta de recursos foram beneficiadas com a liberação de R$ 1,17 milhão do governo federal. O crédito foi possível a partir de determinação do governador Flávio Dino para que a Unidade Técnica Estadual do Crédito Fundiário (UTE) no Maranhão agilizasse o atendimento a pequenos produtores de várias regiões do estado.

 Secretário Adelmo Soares conversou com trabalhadores rurais de Buriti e anunciou a liberação de crédito do governo federal

Secretário Adelmo Soares conversou com trabalhadores rurais de Buriti e anunciou a liberação de crédito do governo federal

A UTE faz parte da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF) e está atuando nos municípios maranhenses, de forma regionalizada, com a meta de promover a liberação de recursos na ordem de R$ 26 milhões, destinados a mais de 70 municípios, mas que foram bloqueados porque os beneficiários não receberam a assistência necessária para ter acesso ao crédito, problema gerado pela administração estadual passada.

No município de Buriti, por exemplo, a 330 km de São Luís, o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, se reuniu com os trabalhadores rurais e deu a boa notícia da liberação de mais de R$ 300 mil, resultado da ação dos técnicos da UTE. Os recursos beneficiarão agricultores de assentamentos rurais das comunidades Exu, Ramalho, Bananal, Ponto Alto e Santa Fé.

“O governador Flávio Dino tem compromisso com todos os municípios do Maranhão, por isso estamos trabalhando para melhorar a qualidade de vida do homem do campo, em todo o estado, e ouvindo os trabalhadores e as entidades dos movimentos sociais”, ressaltou Adelmo Soares, depois de ouvir os relatos dos agricultores de Buriti e de lideranças locais sobre as dificuldades enfrentadas no dia a dia do meio rural.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Buriti, Antônio Flora, disse que os trabalhadores e o governo do Estado estão de braços dados por um Maranhão melhor. “Nossa maior carência é de assistência técnica e de recursos para desenvolver a agricultura, mas agora estamos confiantes”, disse o sindicalista ressaltando a importância da liberação dos recursos e da presença do Estado no município.

Os investimentos fazem parte do Subprojeto de Investimentos Comunitários (SIC), mais uma linha do Programa Nacional de Crédito Fundiário e Combate à Pobreza Rural, disponível para agricultores assentados, que precisam investir em suas terras.

Para ter direito aos recursos é necessário que os agricultores sejam associados ou cooperados, em entidades rurais, que são as responsáveis pela gestão do crédito. A liberação é feita pelo governo federal, por meio do Banco do Nordeste, mediante cadastro dos beneficiários e contrapartida do Estado, que é a garantia da Assistência Técnica Rural (Ater).

Além de Buriti, dentre os municípios que já têm recursos liberados estão Chapadinha, Vargem Grande, São Benedito do Rio Preto, Nina Rodrigues, São Francisco do Maranhão e Mata Roma. O mutirão coordenado pela SAF prossegue no atendimento aos municípios de Presidente Dutra, Caxias, Codó, Barra do Corda, Tuntum e da Baixada Maranhense. Os municípios serão atendidos até o final de junho deste ano, prazo para receber os recursos do SIC.